Blog do Digão


IGREJAS ENFERMAS, PASTORES DOENTES
03/07/2009, 10:25 pm
Filed under: igreja

Como pastor, li e reli a respeito do problema da igreja, que é sua enfermidade crônica. Sabemos que as pessoas que não têm mais compromisso com a igreja local, e sim uma relação de causa-e-efeito com a igreja, ou melhor, como disse Antônio G. Mendonça em Introdução ao Protestantismo no Brasil, uma mentalidade mercantilista, com igrejas se tornando agências de cura divina, tem se tornado, infelizmente, maioria em nossos arraiais.

Em certa igreja, onde um amigo meu pastoreava, ele solicitou a revisão do seu sustento junto aos presbíteros. A resposta dada foi: em qualquer empresa, quando o funcionário não dá resultados, é demitido…, e a reunião de seu conselho foi todo neste clima difícil.

Em uma outra igreja, a pressão da liderança sobre o pastor foi tanta que sua esposa praticamente surtou. Um presbítero perguntou ao pastor a razão de ela faltar aos trabalhos da igreja, e logo emendou: se vira, afinal, ela é esposa de pastor!

Mas será que nós, pastores, também não estamos enfermos?

Como estamos em nossas reuniões administrativas denominacionais? O que nos motiva a ir a tais reuniões? Os assuntos tratados são realmente relevantes à vida das igrejas locais? Como está nossa relação com o poder? Já vi certas movimentações de bastidores que me enojaram, pois era de se esperar isto no mundo (termo em desuso), mas não no meio de pessoas que proclamam a Palavra domingo após domingo.

Tratamos de punir aqueles que não apresentam relatório estatístico satisfatório, mas não nos importamos com o pecado da cobiça, da ganância e da vida sem ética de muitos colegas, que, para subir ao topo, passam por cima de outros. Nos exames de candidatos ao ministério, perguntamos se a pessoa conhece a constituição, os cinco pontos do calvinismo, se crê na predestinação, se conhece nuances teológicas, mas nem sempre nos importamos em saber se tal candidato tem um relacionamento saudável com Deus, com sua família, com sua igreja e consigo mesmo. No desfile de pavões que se tornaram muitas destas reuniões, discorre-se bastante sobre minúcias da teologia, mas não há palavra sobre a fonte da teologia, que, a rigor, é Deus, mas que tem se deslocado para simplesmente assunto da teologia, uma vez que as teologias ensinadas hoje em dia estão se tornando cada vez mais humanistas. Não há uma preocupação com a vida dos pastores e líderes que sofrem por nem sempre poderem expor seus corações sem medo de zombaria. Enfim, tristemente, nos tornamos autômatos em uma linha de produção empresarial.

Eugene Peterson, em Um pastor segundo o coração de Deus, diz que os pastores pecam, pois fogem de sua vocação primordial. Esquecem-se que são chamados para andarem junto ao povo, e, em vez disso, se tornam gerentes nesta estrutura empresarial em que nos tornamos. Somos mais pessoa jurídica do que Corpo vivo de Cristo.

Os pastores estamos enfermos. A igreja está enferma. A estrutura está carcomida. O que faremos? Creio que é hora de uma retomada, um retorno, ou, para usarmos um termo teológico, uma conversão, através do arrependimento e da fé. Arrependimento do nosso procedimento (pastores, líderes, igreja, sistema) e fé nAquele que um dia nos chamou e tem nos auxiliado, embora O esqueçamos. Acho que assim estaremos livres da enfermidade que nos assola.

Anúncios

8 comentários so far
Deixe um comentário

Concordo plenamente, a Palavra ja diz:

Oséias 4:9 “Por isso, como é o povo, assim será o sacerdote; e castigá-lo-ei segundo os seus caminhos, e dar-lhe-ei a recompensa das suas obras.” É apenas um reflexo,tanto de um como no outro.

As igrejas hoje estão cheias de Teologados,Teologandos,Intelectuais,Filosofos;porém quase nenhum pastor realmente.Aquele que se importa com a vida alheia,e que quer ajudar e amparar uma ovelha.Ensinar só se for SEUS proprios preceitos e convicções,mas não os da Palavra Viva.

Infelizmente,creio eu, só vai aumentar conforme se aproxima a chegada de nosso Senhor novamente.

Lucas 18:8 “Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?”

Tempos de apostasia se aproximam,firmamos enquanto ainda há tempo.

Comentar por Marcello

A mensagem cristã basea-se num fundamento simples que se tem esquecido com mta facilidade, a saber o amor ao próximo. Persistimos em iniciar conflitos com vistas a estabelecer-se o líder geral. A sede pelo crescente, e velho conhecido, poder religioso aflige nossas vidas em comunidade nos deixando cegos e loucos. Estamos doentes, feridos. O reflexo disso em nossos dias é vislumbrado facilmente. Conforme bem salientado no texto, confundem-se as figuras de pastor e administrador de empresas. Ora, isso é agressão ao texto bíblico. E pior, aceitamos criar uma hierarquia inexistente. O ser pastor equivale a quaisquer outras funções eclesiásticas. Devemos respeitar e honrá-la. Posto que o Corpo de Cristo é composto de várias partes as quais foram estabelecidas determinadas ações. Superior a isto é o equilíbrio alcançado mediante o amor interpessoal. Sentimento que nosso Senhor humanizou, verbalizou. Imprescindível é que apoiemos uns aos outros. Além de realizar, qndo necessário, exortações e admoestações.

A solução não se resume a conceitos teológicos. O acúmulo de “sabedoria” não livrou os fariseus de serem chamados por Jesus de sepulcros enfeitados. A real teologia, a bíblica, pressupõe estudo e prática seguindo as orientações do Mestre. Pautando-se nos princípios, paradigmas do amar a Deus, primeiramente, e ao nosso próximo. Do contrário, todos estamos feridos. Urgentemente, precisamos nos arrepender.

Comentar por Pedro Henrique S. B.

os homens transformaram a igreja em um negócio particular,viraram empresários a vender a salvação.vc não acha estranho ter muito nomes diferentes?o que é igreja de fato? será que é um prédio ou uma casa de madeira ou de tijolo com um nome na faixada.veja o retrato da verdadeira igreja de cristo no livro atos dos apóstolos,AP.as igreja da asia era em cada cidade;éfeso,esmirna,tiatira pérgamo,filadélfia,sardes,laudicéia… vá em busca dela se não achar ore a DEUS e ela aparecerarar.”vós sois a luz do mundo” “vó sois o sal da terra” as denominações(instituição humana) apagou a luz e tirou o sabor da igreja que só cerve para ser pisotiada pelos homens quero dizeer virou chacota. dos incrédulos.hj existe DENOMINAÇÕES para todos os gostos e tipos;qum gosta de rock,funk,pagode,forró,samba e show gospel vão aonde se sente ben e não onde se faz a vontade de DEUS.fica na paz.

Comentar por willia rj

Aprecie a matéria, nota 10

Comentar por Eduardo Tomiyoshi

[…] BLOG DO DIGÃO ▶ Comment /* 0) { jQuery('#comments').show('', change_location()); […]

Pingback por IGREJAS ENFERMAS, PASTORES DOENTES « POIMENIA

acho melhor voces parar de falar dos outros e pensar na suas vidas.
voces colocam o nome de deus em tudo,
ele nao esta aqui para falar oq vcs falam , nao sabe o q ele falou pq nao comverçou com ele
entao para de falar dos artistas e pensa na sua vida.
o ozzy é muito bom deixa ele com sua opiniao
de cristo.
eu acho muito feio vc falar dos outros.
pq os crentes estao pior do q todo mundo.

Comentar por paula vasconcelos

O doutor Praxedes mandou você voltar com sua medicação de gardenal na veia.

Comentar por revdigao

VISITAR OS DOENTES NOS HOSPITAIS E EM CASA.

Comentar por NELSON MANOEL DO REGO FILHO




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: