Blog do Digão


Religião tarja preta
01/08/2009, 3:15 pm
Filed under: vida de gado

Certos remédios são proibidos para pessoas sasudáveis. Uma pessoa sem problemas cardíacos, por exemplo, não pode tomar um remédio para regular a pressão, senão morre. Há alimentos que também são proibidos, mas para pessoas com enfermidade crônica. Com a descoberta da minha diabetes, tive que dar adeus à coca-cola (coca Zero é brabo!) e virar uma espécie de coelho, por causa de tanta verdura que ando comendo.
Acho que certas pessoas também passam mal quando expostas à religião. Parece que o cristianismo, para certas pessoas, é mais mortífero que césio 137 (aquele do acidente em Goiânia). Parece que as pessoas encontram algemas na religião, mas pedem de vista a liberdade que Cristo dá. Um grande exemplo disso é o Bin Laden, que faz terrorismo em nome da fé.
Outro bom exemplo disso tive hoje. Estava tranquilo checando meus emails quando vejo um aviso do orkut. Fui pra lá, e quando vejo, havia um recado ofensivo em que um sujeito que não aprendeu a viver em uma civilização pós-industrial me xingava de tudo quanto é nome. Detalhe: quando entrei na página do cada, estava todo cheio de versículos escritos. Um mimo. Quase chorei de emoção.
Imbecis assim deveriam ser proibidos de sair de casa. Deveriam ser sempre mantidos no canil, presos para não morderem os vizinhos e nem sujarem o quintal.

Anúncios

3 comentários so far
Deixe um comentário

Eis o que disse Rubem Alves na Apresentação do seu livro Religião e Repressão:

“Deus — não importa quem ele ou ela seja — nos criou pássaros. Perdidas as nossas asas, o desejo do vôo permanece na alma como sentimento puro, nostalgia, sobre a qual somente os poetas podem falar — porque eles têm a graça de falar sem aprisionar.

A essa nostalgia do vôo, a esse espanto perante o mistério da vida, a essa capacidade de se comover diante da beleza dou o nome de sentimento religioso. O poeta William Blake, um místico sem religião, o descreveu como Ver um Mundo num Grão de Areia e um Céu numa Flor Silvestre, Ter o Infinito na palma da sua mão e a Eternidade numa hora…. E esse sentimento pode acontecer mesmo naqueles que não acreditam em Deus. Pois o que é acreditar em Deus? É ter idéias sobre Deus em nossa cabeça.

Mas os textos sagrados desprezam o acreditar em Deus. O apóstolo Tiago observa: Tu crês que há um só Deus. Fazes bem. Também os demônios acreditam e estremecem ao ouvir o seu nome…. O sentimento religioso é a cigarra que arrebenta a sua casca dura e voa para o amor.

É como o vento — nós o sentimos quando ele vem, mas não é possível possuí-lo. Quem o tem vive a dolorosa experiência de não possuir o vôo. Eu me sinto profundamente religioso e tenho os místicos e os poetas como meus mestres. As religiões, ao contrário, nascem do desejo humano de possuir o vôo dos pássaros.

Para isso constroem gaiolas. Gaiolas feitas com palavras. E é dessa pretensão que surge a intolerância, a arrogância, o dogmatismo, as perseguições e os mais sinistros tipos de fanatismo. As religiões são as cascas vazias que as cigarras deixam sobre as árvores.

Este livro não é sobre o sentimento religioso, os pássaros em vôo. Sobre o sentimento religioso já escrevi muito, em outros livros. É sobre as gaiolas. Na sua versão original o seu nome era Protestantismo e Repressão — não a repressão policial, mas a repressão sutil das grades de idéias que aprisionam o pássaro. Agora, ao prepará-lo para uma nova edição, resolvi mudar o título para Religião e Repressão porque aquilo que disse sobre o protestantismo, creio, vale para todas as religiões que constroem gaiolas para aprisionar o vôo dos pássaros.“

Comentar por Chicco

Não, eu não concordo que este cidadão seja impedido de sair de casa. Pelo contrário, ele deve sair e extravasar a sua ira pelos caminhos e estradas, dando cabeçadas em muros e postes. Ficando em casa, ele entra na Internet e despeja em nossos e-mails “aquilo que os gatos enterram”. Liga não, deixe que ele se afogue em seus próprios dejetos!

Comentar por Sérgio Aparecido Dias

Amei seu comentario, esses falsos cordeiros escondem io lobo que realmente sao.Eu nao acredito mais em religiao, eu vejo todo mes meu marido dar dinheiro para “repreender o devorador”.. ‘e assim que eles ameacam as pessoas… e enquanto eles andam de carro importado, os flhos estudam em faculdades e no exterior…. o meu marido, que trabalha 24/24 horas anda de bicicleta!!!!Eu tenho nojo dessa psicologia barata e de usar o nome de Jesus em vao, fazendo jogos psicologicos e ameacas…para manter essas religiaos que na realidade sao empresas muito rentaveis.

Comentar por Helen




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: