Blog do Digão


Oração ao gosto do capeta
30/11/2009, 8:01 pm
Filed under: vida de gado

21Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. 22Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres? 23Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade (Mt 7.21-23). Essas palavras de Jesus nunca foram tão atuais como hoje.

Foi descoberto um esquema de corrupção do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, aquele amigão do ACM e que meteu a mão no painel eletrônico do Senado, quando era líder do governo FHC no Senado, e que estava sendo cotado para o cargo de vice na chapa presidencial de José Serra. Não seria nada de alarmante nessa nossa política rasteira e formada de roedores, não fosse o fato inusitado de um dos integrantes da quadrilha de ladrões ser evangélico (bem, não tão inusitado assim, vamos ser sinceros) e ter um vídeo onde ele faz uma oração de agradecimento ao sinhô Gezuis pela graça alcançada de enfiar a mão no cofre alheio.

Como é triste ver que, hoje em dia, a ética protestante é apenas parte do título de livro do Max Weber. Infelizmente, as pessoas não vão mais às igrejas para aprender da Palavra e colocar em prática o que ouvem, mas sim para ter um êxtase, uma catarse, um descarrego emocional e psicológico, e seguem suas vidinhas medíocres em total divórcio com a Palavra.

É a secularização em seu grau mais sofisticado, quando aliena a fé dentro de seu centro irradiador – no caso, a igreja.

É a risada final de Karl Marx que dizia que a religião é o ópio do povo. E o povo, nessa maconha santificada que se tornou a religião evangélica no Brasil, continua em sua marcha de humilhação do verdadeiro Evangelho.

É Screwtape, orgulhoso de seu pupilo Wormwood, a quem aconselhava como desviar um cristão dentro da igreja.

Enfim, é a declaração formal de que a igreja evangélica brasileira cada vez menos tem a ver com o Evangelho de Jesus, apesar de ainda haver sobreviventes (ou, usando um termo bíblico, remanescente fiel) nela, e que, para sobreviver, se alia até ao belzebu, sem tampar o nariz.

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

“É a risada final de Karl Marx que dizia que a religião é o ópio do povo. E o povo, nessa maconha santificada que se tornou a religião evangélica no Brasil, continua em sua marcha de humilhação do verdadeiro Evangelho.”

Essa frase além de horrível (por ser verdade) é genial.

Comentar por Antonio Mano




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: