Blog do Digão


O falso profeta
07/10/2010, 10:05 pm
Filed under: igreja

Gostaria de compartilhar este pequeno texto do teólogo suíço Karl Barth. Qualquer semelhança com a atualidade não é mera coincidência, é Deus falando mesmo!

–//–

O falso profeta é o pastor que agrada a todo mundo. Seu dever é dar testemunho de Deus, mas ele não vê a Deus e prefere não o ver porque vê muitas outras coisas.

Segue seus pensamentos humanos, conserva-se interiormente calmo e seguro, evita habilmente tudo quanto incomoda. Não espera senão poucas coisas ou mesmo nada da parte de Deus. Pode calar-se, mesmo quando vê homens atravancando seus caminhos de pensamento, de opiniões, de cálculos e de sonhos falsos, porque eles querem viver sem Deus.

Retira-se sempre quando devia avançar. Compraz-se em ser chamado pregador do Evangelho, condutor espiritual e servidor de Deus, mas só serve aos homens.

Sonha, às vezes, que fala em nome de Deus, mas não fala a não ser em nome da Igreja, da opinião pública, das pessoas respeitáveis e da sua pequena pessoa.

Ele sabe que, desde agora e para sempre, os caminhos que não começam em Deus não são caminhos verdadeiros, mas não quer incomodar nem a si mesmo, nem aos outros; por isso é que pensa e diz: “Continuemos prudentemente e sempre alegres em nosso caminho atual; as coisas se arranjarão”. Ele sabe que Deus quer tirar os homens da impiedade e que a luta espiritual deve ser travada. No entanto, prega a “paz”, a paz entre Deus e o mundo perdido que está em nós e fora de nós. Como se tal paz existisse!

Sabe que seu dever consiste em proclamar que Deus quis uma nova vontade, uma nova vida; mas não, ele deixa reinar o espírito do medo, do engano, de Mamon, da violência – a muralha construída pelo povo (Ez 13. 10), o muro oscilante e manchado. Ele o disfarça pintando de cores suaves e consoladoras da religião para o contentamento de todo o mundo.

Eis aí o falso profeta!

Anúncios

3 comentários so far
Deixe um comentário

O melhor do texto já é o seu começo: “Qualquer semelhança com a atualidade não é mera coincidência, é Deus falando mesmo!”.
Tenho estado mto descontente com as instituições ultimamente por isso tudo…, quem “governa” as instituições não estão nem um pouco preocupados com o que Deus se preocupa…, infelizmente…, e quantos infelizmentes tenho dito ultimamente!
Abraço!

Comentar por Kadu

Enquanto lia esse post estava esperando carregar um vídeo no youtube da série NOOMA, de Rob Bell…, vale a pena ver, pq faz todo sentido com esse post:

Abraço de novo!

Comentar por Kadu

Pela Juba do Leão!!! Verdades, muitas verdades. Que texto fantástico.
Não gosto muito da teologia de Karl Barth, mas esse texto é verdadeiro e muito útil para a atualidade. Parabéns, Reverendo Digão, não esperava outra coisa de você, que tem sido usado por Deus no ciberspaço para denunciar o erro e a frouxidão doutrinária. Grande abraço.

Comentar por Rodrigo Toledo




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: